STRESSE EM ENSINO PRÁTICO DOS ESTUDANTES DE ENFERMAGEM DA UNIVERSIDADE NACIONAL DE TIMOR-LESTE, 2023.

Research Article


Abstract views: 97 / PDF downloads: 28

Authors

  • Acácio Guterres Pereira

DOI:

https://doi.org/10.58372/2835-6276.1067

Keywords:

Enfermagem, Stresse, Ensino Prático dos Alunos

Abstract

Introdução: O stresse mais comum entendido pelos estudantes é o stresse académico. O stresse académico é definido como uma situação individual entendida e experimentada pelo estudante quando que entra ou ingressa no ensino superior, ou excelente formação de alto nível universitário, e uma realidade de acontecimento em comum a vida dos estudantes global.

Objetivos: Estimar ou apreciar os níveis de stresse em ensino prático dos estudantes do 3º ano de Enfermagem da Universidade Nacional de Timor-Leste.

Metodologia: um estudo descritivo-analítico, transversal, de abordagem quantitativa, O presente estudo foi realizado na Universidade Nacional de Timor-Leste, numa amostra de 83 estudantes de enfermagem do 3º ano de 2022, do curso licenciatura em enfermagem. A colheita de dados foi realizada durante més de outubro de 2022 e através de autorresposta um questionário inquérito realizados com perguntas fechadas para explorar mais dados primários.

Resultados: O total da amostra 97% estão a frequentar o 3 ano do curso e que nunca reprovaram e admitido de aprovado. Maioritariamente do sexo feminino (53 %), com uma média de idades de 22 anos, em que se pretendida de conhecer a expressão do nível de stresse dos alunos ao longo do curso e a sua relação estreita com o género e o ano de licenciatura, foi possível constatar ou verificar que os alunos de enfermagem testam e experimentam o stresse durante este período de desenvolvimento de competências profissional.

Conclusão: O stresse ensino prático enfermagem e académico é definido como uma condição ou circunstância, que provoca nos indivíduos há desequilíbrio, como resultados da avaliação ou apreciação e das perceções dos estudantes sobre os stressares académicos, relacionados com a sua experiência profissional nas universidades em contexto de aprendizagem, na realização do estudo citado por (Tilman CB. & Pereira A. G., 2023).

References

World Report Organização Mundial da Saúde (2018), admite estresse como epidemia, http://www.jmonline.com.br/novo/?noticias,7,SAUDE,1708.

Charleston, R.,Happel, B. (2015). Psychiatric Nurses and Undergraduate Nursing Students’ Perceptions of Preceptorship in the Mental Health Setting. "e International Journal of Psychiatric Nursing Research, 10(3), 1166-1171.

Cunha M. (2012), Atitudes do enfermeiro em contexto de ensino clínico, www.ipv.pt/Millennium 38/18.pdf.

Henderson V. (2017). Princípios Básicos dos Cuidados de Enfermagem do CIE, Lisboa: Universidade. Aberta.

Alarcão, I., Rua, M. (2015), Interdisciplinaridade, estágios clínicos e desenvolvimento de competências. Texto e Contexto de Enfermagem, 14(3), 373-382.

Smeltzer, S. C.; Bare, B. G. (2018). Brunner; Suddath’s textbook of medical-surgical nursing, 11ª edictal, Volume 1. Philadelphia: Lippicontt.

Peter, P.A. & Perry. A.G. 2015. Fundamental of nursing: concepts, process and practice. St. Lois Missouri: Mosby Company. Potter, Patricia A. Kelly, 2012. Jakarta: EGC.

Crawford, J. C, Henry, J. D. (2013). The Depression Anxiety Stress Scale (DASS): Normative data and latent structure in a-large non-clinical sample. Britas Journal of Clinical Psycology, 42, 111–131.

Serafino, E.P. (2009). Health Psychology (2 the ed). New York: Jhon Wiley and Sons.

Lovibond, S.H.; Lovibond, P.F. (2019). Manual for depression anxiety and stress scale. (4 the ed). Sydney: Psycology Foundation.

Governs, S.; Gregoire, J. (2014).Stressful academic situations: Study on appraisal variables in adolescence. British Journal of Clinical Psychology, 54, 261-271.

Silva, R., Pires, R., Vilela, C. (2016). Supervisão de estudantes de enfermagem em ensino clínico: revisão sistemática da literatura. Revista de Enfermagem Referência, 3, 113-122.

Tilman C.B et al. (2020). The Perception of Population and Health Professionals regarding the National immunization Program of Timor-Leste. Health Systems and Policy Research, ISSN 2254-9137 Vol.7 No.1:2 2020. http://www.imedpub.com published data may 11, 2020.

Vilelas, J. (2015). Investigação - o processo de construção do conhecimento. Lisboa: Edições Sílabo.

Barroso, D. C. I. M. A. R. (2014) O Ensino Clínico No Curso De Licenciatura em Enfermagem, Instituto de ciências Biomédica Abel Salazar. Universidade do Porto.

Pereira MCA, Faveiro N. A motivação no trabalho da equipe de enfermagem. Rev. Latino-ma Enfermagem 2014 set; 9(4):7-12.

Meireles NF, Semitone RCG. Satisfação no trabalho e fatores de estresse da equipe de enfermagem de um centro cirúrgico oncológico. Esc Anna Nery Rev Enform 2013 bar; 7(1): 78-88.

Tilman CB et al. (2023). Research Article ISSN 2835-6276. American Journal of Medical and Clinical Research & Review. A motivação de aprendizagem prestação dos alunos semestre VII da Escola Superior de Enfermagem Universidade Nacional de Timor Lorosae, http://ajmcrr.com/index.php/pub(issue/view/8

Downloads

Published

2023-09-08

How to Cite

Acácio Guterres Pereira. (2023). STRESSE EM ENSINO PRÁTICO DOS ESTUDANTES DE ENFERMAGEM DA UNIVERSIDADE NACIONAL DE TIMOR-LESTE, 2023. : Research Article. American Journal of Medical and Clinical Research & Reviews, 2(9), 1–11. https://doi.org/10.58372/2835-6276.1067

Issue

Section

Articles